Mudar! E por que não?

12 de abril de 2014
"Imaginar-me saboreando o novo queijo, antes mesmo de encontrá-lo, conduz-me a ele."
Spencer Johnson

É típico dos seres humanos ter medo. Alguns têm medo de escuro, outros de altura, enquanto que outros têm medo de pessoas.

Os medos costumam ser coisas particulares, íntimas, eu diria. Cada um tem seu medo. Mas grande parte das pessoas têm um medo em comum, o medo da mudança. O famoso medo do desconhecido. Não estou falando nenhuma bobagem, com certeza você já sentiu medo de mudar a cor ou o corte de seu cabelo, de mudar de emprego, de casa, de cidade e até mesmo de mudar sua cama de lugar e não conseguir dormir. O medo da mudança, do diferente, assusta muita gente.

Mas a mudança não deve ser vista sempre como uma coisa negativa, mudar faz bem. Muitas vezes é melhor mudar do que permanecer estático, ou como dizia a música de Raul Seixas, é melhor mudar "do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo".

A mudança pode ser associada a círculos que abrem e fecham. Por isso, não tenha medo da mudança, muitas vezes o novo te fará bem. E quando não fizer, não desanime, surgirá uma nova oportunidade de mudar.

Beijos e até mais!

[TAG] Minha vida de acordo com...Kid Abelha

9 de abril de 2014

Olá meus amores!
Vi esta TAG no blog da Ana Lídia, Apenas Ana, e me apaixonei por ela. Foi amor à primeira vista. Então, resolvi fazê-la. É super simples, basta responder as perguntas utilizando títulos de músicas de uma única banca. Não sei se já contei aqui, mas amo Kid Abelha. Então, vamos as perguntas!

Você é homem ou mulher: Ovelha Negra
Descreva-se: A palavra forte
Como você se sente: Lágrimas e chuva
Descreva o local que você mora atualmente: Casinha de sape
Se você pudesse ir a qualquer lugar, onde iria? Grand' Hotel
Sua forma de transporte preferido: A fórmula do amor
Seu melhor amigo: Fixação
Você e seu melhor amigo são: Peito Aberto
Se sua vida fosse um programa de TV, como se chamaria? Mudança de Comportamento
O que é a vida para você? Pintura íntima
Seu relacionamento: Deve ser amor
Seu medo: Os outros
Qual melhor conselho você tem a dar? Ouvir estrelas
Pensamento do dia: Eu to tentanto
Meu lema: Nada sei


Espero que tenham gostado.
Não vou indicar nenhum blog em específico, prefiro deixar aberto para quem tiver interesse em responder.
Beijos e até mais!

[Receita] Pão de forma

1 de abril de 2014
Oi meus amores!

O post de hoje é para compartilhar uma receitinha que sempre faço e amo muito. A receita é de pão de forma super saboroso e fácil de fazer. Tenho esta receita há muito tempo, por isso não sei a fonte. Caso você seja o autor da receita, entre em contato para que eu dê os devidos créditos.

Os ingredientes:
- 15g de fermento biológico - 1 e ½ xícara de leite morno
- 2 ovos
- 5 colheres (sopa) de óleo
- 2 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- Óleo e farinha para untar
- 1 gema para pincelar

Modo de preparo:
1) Bata no liquidificador o fermento, o leite, os ovos, o óleo, o açúcar e o sal.
2) Acrescente 1 e ½ xícara de farinha de trigo e bata.
3) Despeje em uma tigela cubra e deixe descansar por 15 minutos ou até formar bolhas.
4) Adicione a farinha restante batendo com uma colher de pau até obter uma massa lisa e pegajosa.
5) Despeje em uma forma para pão untada com óleo e polvilhada com farinha de trigo.
6) Deixe descansar por 40 minutos ou até dobrar de tamanho.
7) Pincele com a gema e leve ao forno até assar.

OBS.: Para esta receita usei o fermento em pó seco instantâneo da fleischmann.
Hummm... Já estou sentindo o cheirinho de pão. 
Espero que tenham gostado.
Beijos e até a próxima!

[TAG] Hábitos de Leitura

29 de março de 2014
Olá leitores!
Senti muita falta do blog e sei que devo uma explicação por ficar tanto tempo ausente. O motivo é bem simples, tenho ocupado boa parte do meu tempo estudando, me preparando para concursos públicos. E em função disso as demais coisas das quais amo, inclusive o blog, têm sido deixadas de lado. Mas vou tentar o máximo possível manter o blog atualizado. 
Outro dia, navegando na blogosfera, vi uma TAG e hoje resolvi respondê-la. Essa TAG foi criada pelo blog Hey Hey Books, e eu vi no blog Viagem Literária da Nanda. A TAG consiste em responder sete perguntas sobre hábitos de leitura.

1. Quando você lê? (manhã, tarde, noite, o dia inteiro ou quando tem tempo)
Leio quando tenho tempo e também quando me bate a vontade. 

2. Você lê apenas um livro de cada vez?
Sim. Não costumo ler vários livros, pois sempre acabo confundindo as histórias. Já até tentei fazer esse exercício, mas não deu muito certo comigo. 

3. Qual seu lugar favorito para ler?
Normalmente leio ou no sofá ou na minha cama. Gosto também de ler dentro do ônibus, isso quando vou sentada, pois acabo unindo o útil ao agradável.

4. O que você faz primeiro: lê o livro ou assiste ao filme?
Dou preferência a assistir ao filme, mas na maioria das vezes, assisto involuntariamente o filme. E só depois de assisti-lo é que descubro que é um filme baseado/adaptado de alguma obra.

5. Qual formato de livro você prefere? (áudio-livro, e-book ou livro físico)
Prefiro mil vezes o livro físico. Não há perfume melhor que cheiro de livro novo. Mas ultimamente tenho lido muitos livros em formato e-book, principalmente porque é cômodo, dá para carregar no celular e ler em qualquer lugar. 

6. Você tem algum hábito exclusivo ao ler?
O único hábito que tenho é o de marcar as citações que mais gosto com aspas feitas a lápis. 

7. As capas de uma série têm que combinar ou não importa?
Com certeza elas devem combinar. Mas não somente por uma questão estética, elas também devem ter relação com o enredo. 

É isso, espero que tenham gostado. Quem quiser responder, fique a vontade. 
Beijos e até mais! 

[Resenha] Para Sempre

21 de março de 2014
Para Sempre
Kim e Krickitt Carpenter
Novo Conceito, 2012
143 páginas

SINOPSE:
A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

Há um tempo atrás, recomendei aqui no blog o filme Para Sempre e até cheguei a comentar que queria ler o livro e que já até o tinha comprado. Pois bem, finalmente o li. Na verdade li muitos livros nas últimas semanas e quero postar a resenha de cada um deles. 

O livro difere e muito do filme, o que eu já imaginava, pois é difícil encontrar um filme adaptado que seja fiel a obra. Mas vale muito a pena lê-lo. Ele é narrado em primeira pessoa pelo próprio Kim Carpenter e ele conta que conheceu Krickitt em meio a uma compra telefônica de blusões para o time de beisebol no qual ele era treinador. Ela era a atendente e morava em uma cidade totalmente oposta à de Kim e eles acabaram trocando seus contatos pessoais e depois de muito conversarem por telefone, pois na época não existiam as redes sociais, eles resolveram se conhecer pessoalmente.

Krickitt é uma mulher que tem muita fé em Deus e pediu a Ele orientações sobre seu relacionamento com Kim. E logo eles passam a se ver com mais frequência, em pouco tempo se casaram em uma linda cerimônia e viviam felizes. Mas o que faz dessa história de amor ser tão linda, não é o fato de estar tudo ocorrendo às mil maravilhas. Porque, dois meses após o casamento, o casal sofre um acidente em que Krickitt fica em coma e com graves sequelas. 

Kim também tem alguns ferimentos, como algumas costelas quebradas e estilhaços de vidro dentro da pele das costas, mas sua preocupação naquele momento estava centrada na sua amada esposa. Depois de acordar do com, Krickitt não se lembrava de ser casada com Kim, pior ainda, não lembrava sequer de tê-lo conhecido. Qualquer homem desistiria de sua amada. Mas ele persistiu, manteve-se ao lado de Kim nos momentos mais difíceis e mesmo ela o tratando com indiferença.

Ele pensou em desistir várias e várias vezes, mas prosseguiu por seu amor a Kim. Acontecem muitos conflitos entre eles, mas quando Kim finalmente decide iniciar uma terapia, as coisas começam a mudar para eles. O psicólogo diz para Krickitt que acredita que ela não se lembra de ter conhecido, namorado e casado com Kim, somente a partir daí eles começam a ter uma nova chance. 

Por conta do acidente, ela teve alguns danos cerebrais, e todas as pessoas afirmavam que ela era casada com Kim, mas ninguém nunca disse claramente a ela que ela não se lembrava por conta do acidente. Além disso, após o acidente Kim a tratava como seu treinador e pai, pois ele queria vê-la com o mesmo vigor físico de quando se conheceram, e isso também atrapalhou a relação deles. Kim não a tratava como amigo, companheiro e marido, e isso deixava Krickitt confusa e zangada. Depois que ele passa a trata-la diferente, eles começam finalmente a se entender e casam novamente em uma cerimônia mais linda que a primeira. 

O livro fala, de um modo geral, sobre vida de casal. Viver com uma outra pessoa é difícil. E hoje em dia o casamento perdeu o seu valor. Quando um casal tem um problema, logo eles encontram a solução: o divórcio. E na maioria das vezes o problema é gerado porque nenhum quer ceder, abrir mão de algo pelo seu companheiro. Faça como Kim, reconquiste o amor de sua vida, não abandone simplesmente seus votos de “até que a morte nos separe”.


[Resenha] Boca do Inferno

10 de março de 2014


















Boca do Inferno
Ana Miranda
Companhia de Bolso, 2006 
303 páginas

No romance Boca do Inferno Ana Miranda faz uso da ficção e da História para mostrar o panorama histórico, político e religioso da Bahia do século XVII, apontando as principais características do Barroco Brasileiro e traçando um perfil bibliográfico do principal autor deste período literário, Gregório de Matos. Ao longo da leitura podemos observar a forte influência de Portugal no contexto social, político, histórico, religioso e cultural que o Brasil sofreu na época em que era colônia portuguesa, e que até hoje reflete em nossa sociedade.

RESENHA
A História ocorre em volta do assassinato de Francisco de Teles, alcaide-mor da cidade em que um grupo de conspiradores armam uma emboscada, na qual arrancam a mão direita de Francisco de Teles de Menezes e logo em seguida, Antonio de Brito, um dos conspiradores, corta a garganta do alcaide. Os conspiradores refugiam-se no Colégio dos Jesuítas.
Antonio de Souza, governador da Bahia conhecido como Braço de Prata, é avisado do crime e inicia uma perseguição contra todos os envolvidos. Os homens do Braço de Prata invadem o Colégio dos Jesuítas e prendem todos os que lá se refugiavam, incluindo Antonio de Brito, que é torturado e acaba por delatar todos os envolvidos no crime. Padre Antonio Vieira também será perseguido, entretanto por pertencer à Igreja e por sua influência religiosa não é preso. Seu irmão, Bernardo Ravasco, é perseguido, preso e destituído do cargo de Secretário de Estado, tendo seus escritos e algumas sátiras de Gregório confiscados pelo governador.
Antes de sua prisão, Bernardo Ravasco havia solicitado a Maria Berco, dama de companhia de sua filha Bernardina Ravasco, que desse um fim à uma trouxa de panos que continha a mão do alcaide, pedindo que a jogasse em um local que ninguém pudesse encontrar. Curiosa, Maria Berco acaba por abrir a trouxa, mesmo tendo recebido instruções para não o fazer, e vê dentro dela a mão do alcaide e em um dos dedos um valioso anel. Ela cai em tentação e acaba pegando para si o anel e quando descoberta é presa. Gregório, após a prisão de Bernardo Ravasco, torna-se responsável por proteger Bernardina Ravasco. Diante de inúmeros acontecimentos ele apaixona-se por Maria Berco.
Rocha Pita é nomeado desembargador para investigar o crime do alcaide. Por ser mais conveniente para os políticos, são soltos todos os envolvidos no crime, exceto Maria Berco. Gregório procura a todo custo libertá-la, mas para isso é necessário que o marido, João Berco, pague uma fiança no valor de 600 mil réis. Gregório o procura e o convence de assinar os papeis para libertar Maria Berco. O avarento João Berco afirma não ter tal quantia, assim Gregório assume a responsabilidade pelo valor da fiança. No dia do julgamento, João Berco é assassinado. Gregório, com muita dificuldade, consegue libertar Maria Berco. Pouco depois o governador, Antonio de Souza é destituído de seu cargo.
O poeta Gregório de matos tinha fama de canalha e indecoroso, ele próprio se dizia de mal caráter: “Não posso votar a Deus o que me é impossível cumprir pela fragilidade de meu caráter.” (MIRANDA, 2006, p.211). Escrevia sátiras nas quais fazia críticas mordazes aos políticos e a alguns padres. Utilizava suas sátiras como uma forma de protesto.
Mostrava-se contraditório, pois dizia pedir a Deus que o mundo se tornasse justo, mas dormia com prostitutas e seus pensamentos eram profanos. Era contraditório também com relação às mulheres, ora sentia ódio por elas, ora sentia amor. Ele dizia procurar uma mulher para casar, mas fornicava com todas as mulheres que por ele se deixavam seduzir e ainda descrevia publicamente o que ocorria e com quem.
Gregório não se mostrava arrependido por seu comportamento indecoroso, para ele aquela época era de vícios, e considerava os vícios como virtudes. O poeta é o retrato do homem barroco, homem este considerado dual, pois tinha duas concepções de mundo, uma religiosa e outra pecaminosa. Por seu comportamento desmedido de pudor e por suas poesias e sátiras, Gregório fora apelidado de Boca do Inferno, mas no romance a autora Ana Miranda o defende, afirmando que Boca do Inferno não era o poeta, mas a cidade da Bahia.

CRÍTICA
Ao longo da leitura observamos que o homem daquela época estava dividido entre manter-se dentro dos costumes da Igreja Católica e satisfazer os seus prazeres carnais. O perfil do barroco brasileiro revela-se a partir das atitudes e comportamentos das pessoas que viveram àquela época. Os autores do barroco viveram em uma época em que a religiosidade e a virtude davam lugar para a corrupção, e para atitudes e comportamentos extravagantes, e profanos. Era por meio da literatura que criticavam tais atos.
O romance Boca do Inferno é rico, pois a autora descreve de forma sucinta e clara o cenário, os personagens e acontecimento, o que nos faz adentrar na história e perceber o quanto podemos aprender sobre a História do Brasil, na época em que era colônia de Portugal, por meio da literatura. Contudo, o livro é cheio de palavras e expressões advindas do português arcaico e outras não mais utilizadas, o que dificulta a compreensão.  Apesar disso, a obra contribui de forma significativa para uma melhor compreensão do Barroco Brasileiro e através dela pode-se traçar também um panorama histórico, político e econômico do Brasil do século XVII. 

Sou sentimental e tal...

8 de março de 2014

Entre o equilíbrio e a extrema loucura.
Uma pessoa sensata e ao mesmo tempo instintiva.
Afirmo ter convicção, quando na verdade caminho em meio as dúvidas.
Às vezes choro querendo sorrir e outras vezes sorrio disfarçando uma enorme tristeza.
Em alguns momentos sou enganada, iludida, mas sempre dou mais uma chance à vida ou às pessoas.
Muitas vezes faço mil tarefas, exerço mil papeis já esgotada de cansaço, mas não me dou por vencida.
Em pouquíssimo tempo meu temperamento muda... dor, amor, saudade, felicidade, tristeza...
Eu sei... sou sentimental e tal...
Sou mulher.

Resenha: Cinquenta tons mais escuros

2 de março de 2014
Esta resenha pode conter spoiler.
“Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua carreira, trabalhando numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.”
O livro Cinquenta tons mais escuros inicia três dias depois da separação de Anastasia e Christian, mas não vou me ater muitos aos detalhes e cenas do livro. Ana está deprimida, não come, não vive e tudo por conta de sua obsessão por Christian. 
“Sinto falta dele. Eu realmente sinto falta dele. É simples assim. Eu choro sozinha à noite, até dormir, desejando que eu não tivesse ido embora, desejando que ele pudesse ser diferente, desejando que estivéssemos juntos. Quanto tempo vai durar este sentimento horrível e esmagador? 

Christian também sofre com a ausência dela e tenta a todo custo reconquistá-la, trazê-la de volta para a sua vida. 

“As aparências podem ser enganosas, – diz ele calmamente – Eu não estou bem. Eu sinto que o sol se pôs e não pôde subir durante cinco dias, Ana. Eu estou em uma noite perpétua.”
É quando eles vão juntos à exposição de José, em Portland, que Christian revela-se apaixonado por ela. Ele obviamente não admite isso com todas as letras, mas só em se dispor a tentar o ‘mais’ que ela sempre pedia a ele, já é uma revolução. Achei muito lindo o modo como ele declarou-se apaixonado e disposto a abrir mão de seu modo de vida por ela. 

Após a exposição Christian leva Ana de volta para Seatle em seu helicóptero e lhe acompanha até seu apartamento. Ele lhe entrega um Ipod de presente com um cartão que diz que as músicas gravadas ali, falam por ele. Ela escuta várias músicas até se deparar com a música Try de Nelly Furtado, cujo refrão diz: ‘Então eu vejo você aí querendo mais de mim e tudo o que eu posso fazer é tentar.’ Christian muda, literalmente, da água para o vinho. Ele passa de dominador e mandão para um homem extremamente romântico e apaixonado. 

O enredo de Cinquenta tons mais escuros sofre uma drástica mudança com relação ao livro anterior. Percebe-se o amadurecimento da história, a escrita continua a mesma, supérflua e cheia de erros, mas quanto à história, ela finalmente flui e se desenrola. Christian começa a revelar o seu passado para Ana que, por sua vez, se torna menos sem graça. Sem contar que a chata e intrometida da Deusa Interior aparece com menos frequência. Do meu ponto de vista a história está mais encorpada, tem romance e ação também. Mas não se engane. O livro é um romance adulto. Você ainda vai encontrar muitas e muitas cenas de sexo. 

Finalmente Christian pede Ana em casamento, e o pedido é lindo e o modo como ela diz ‘sim’ é mais lindo ainda. Tirando o excesso das cenas de sexo, que senti serem mais frequentes, a leitura do livro para mim foi muito satisfatória. Agora, quanto ao fato do livro ser um fanfic de Crepúsculo, imaginei que teria mais pontos em comum, mas me enganei. E isso, para mim, foi um ponto positivo, pois eu não queria ler uma cópia de um livro.

Você já leu o livro? Se sim, o que achou? Se ainda não leu, pretende lê-lo?
Deixem seus comentários!

Donuts Assados de Chocolate

1 de março de 2014
Hoje resolvi compartilhar com vocês uma receita que testei recentemente. Retirei a receita de um site da internet, fiz e aprovei. Quem já experimentou donuts, vai amar fazer e quem nunca comeu pode fazer que você não vai se arrepender. 

 Os ingredientes:
- 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
- 1/2 xícara (chá) açúcar
- 2 colheres (sopa) de margarina (eu usei Qualy)
- 1/2 xícara (chá) leite
- 15g de fermento biológico
- 2 ovos

 Recheio e cobertura:
- 400g de chocolate ao leite picado
- 4 colheres (sopa) creme de leite

 Modo de preparo das rosquinhas: 
1) Dissolva o fermento no leite morno e depois acrescente os ovos, o açúcar, a margarina e, aos poucos, a farinha de trigo.
2) Manuseie a massa até que fique homogênea e firme. Deixe a massa descansar até dobrar de volume. 
3) Abra a massa em uma superfície lisa e enfarinhada. Eu deixei na espessura de 2 cm.
4) Com cortadores ou com o auxílio de copos, faça círculos de 8 cm de diâmetro. Com cortadores ou com copo menor que usado antes, retire o centro do círculo para formar as rosquinhas.
5) Coloque-as em uma assadeira untada com margarina e deixe crescer novamente. Depois leve ao forno e asse por 30 minutos aproximadamente.

 Modo de preparo recheio:
1) Derreta o chocolate em banho maria e misture ( fora do fogo) o creme de leite. 
2) Deixe esfriar bem e bata na batedeira até formar um creme liso e brilhante.

 Montagem: 
1) Se você deseja rechear os donuts, corte os ao meio e passe uma camada do creme de chocolate.
2) Com o auxílio de um pincel, ou de uma colher, cubra os donuts com o creme de chocolate e decore com granulado. 

Os donuts ficam macio e muito saborosos. Eu fiz alguns com e sem recheio.
Façam a receita e depois me contem o que acharam!
Beijos!

Comédias Românticas Apaixonantes

28 de fevereiro de 2014
Oi leitores queridos!
Hoje indicar alguns filmes dos gêneros comédias românticas que são de tirar o fôlego.  Não são filmes recentes, mas são ótimos filmes. 

Antes que termine o dia
Ian ama Samantha, mas não lhe dá muito valor. A parte inicial do filme mostra uma série de acontecimentos que culminam na morte dela. Quando ele desperta e percebe que tudo foi um sonho resolve fazer tudo diferente, com medo de perder sua amada. Eles têm um dia perfeito e no final acontece um trágico acidente que tira a vida dele. Ian morre feliz porque de fato amou Samantha como ela merecia. O filme é lindo, tem uma história envolvente que nos ensina a aproveitar a vida e dizer claramente para aqueles que amamos o quanto o amamos. 
Carpe diem!

À prova de fogo
Caleb e Catherine formam o típico casal que há muito não é mais tão feliz. Caleb é um marido ausente e que não a ajuda de maneira alguma nas tarefas de casa. Quando ela pede o divórcio, ele desabafa com seu pai que lhe pede 40 dias para que ele realize um “O desafio de amar”, na tentativa de salvar seu casamento. Este filme é muito especial para mim porque fala das dificuldades da vida de um casal. Não é fácil conviver, dividir espaço com outra pessoa, mas também não é impossível. Todos os casais passam por uma prova de fogo. 

As sete regras do amor
A mãe de Amy morre quando ela tinha 7 anos, mas antes disso ela lhe traça uma espécie de roteiro para que a filha se apegasse a ele e não sofresse tanto com sua ausência. No roteiro traçado por sua mãe, Amy deveria ir a um acampamento, ser advogada e, quanto à sua vida amorosa, apaixonar-se apenas pelo sétimo rapaz. O filme é muito divertido, pois ela conhece um Daniel e acredita ser ele o amor de sua vida, mas ele era o número sexto. Então ela sai com o Peter, para depois voltar a sair com Daniel. Mas acontece que ela se apaixona perdidamente por Peter e sua obsessão por seguir o cronograma que sua mãe deixara quase destrói sua felicidade. No fim ela entende, depois de uma conversa com seu pai, que o roteiro era apenas algo para ela se apegar. O filme é muito legal e divertido. Já assisti várias vezes e não me canso dele.

Espero que tenham gostado!
Beijos e até mais!

Playlist Só Nacionais

27 de fevereiro de 2014

Oi leitores!
Como vocês já sabem, todas as quintas-feiras é dia de playlist aqui no A&P. 
Essa semana a playlist é nacional.
Espero que gostem!

Velha Infância - Tribalistas


Luz Antiga - Ana Cañas


Ilusion - Marisa Monte e Julieta Venegas


Por onde andei - Nando Reis


Linda Rosa - Maria Gadú


Beijos e até a próxima!

O encontro dos nossos lábios

26 de fevereiro de 2014

Noite fria, teus lábios vieram
E com os meus se encontraram.
Nos meus braços te prendi,
Com você ao meu lado adormeci.

De repente mais um leve beijo 
E na tua boca um doce mel.
Por meio do amor senti o desejo
Por teu calor, teu corpo afável.

Com as minhas mãos te toquei
Senti teu calor e me apaixonei
Junto a mais um delicioso beijo.

Tanta paixão me deixou louco,
Tua voz ressoou um tanto rouca
Me preenchendo de desejo.

Velha Infância

25 de fevereiro de 2014

Me bateu uma nostalgia. Saudades do meu tempo de infância, de quando não tinha que me preocupar com coisas de "gente grande". Dos meus brinquedos, das conversas com meus coleguinhas e das minhas inocentes brincadeiras.

Ah! Como é bom brincar de pega-pega, esconde-esconde, amarelinha, bom barquinho e muitas outras. Quem nunca brincou disso? Quem nunca dançou ao embalo de Xuxa, Balão mágico, É o tchan? Era tão bom brincar de casinha com minha irmã( mesmo sendo forçado), empurrar meu carrinho, comer brigadeiro e se lambuzar, subir nas árvores na casa da minha vovó.
Hoje a infância esta mudada, não se brinca mais de boneca, não se tem mais brincadeira sem malícia. E as crianças amadurecem muito cedo.Temos que ser eternas crianças.

Tem pessoas que mesmo idoso tem espírito de criança, são pessoas com sua auto-estima elevadas, pessoas que tem sua velha infância conquistada.


Vamos voltar a ser criança, pois é tão bom!

AO AMIGO

24 de fevereiro de 2014

Meu Amigo,
Como é bom ter a sua amizade.
Sou feliz por ter seu carinho.
E agradecido por tua companhia.
O meu prazer é ouvir sua voz.
Ouvir palavras de conforto da sua boca.
E simplesmente sentir o teu toque no momento de silêncio.
A alegria de compartilhar meus momentos contigo.
Não quero jamais perder sua amizade
Pois sou feliz em te ter como amigo.
E poder sorrir ao seu lado.

Meu Amigo,
Obrigado por você fazer parte da minha vida
E poder contar contigo.
Nos momentos bons e ruins.
Obrigado por ser meu amigo.
Meu melhor amigo.

Playlist da Semana

20 de fevereiro de 2014
Olá!
Toda quinta-feira agora será dia de playlist aqui no A&P.

Para começar, selecionei algumas das músicas que mais tenho escutado na última semana. Espero que gostem.


Beijos!

Como é bom te amar.

17 de fevereiro de 2014
Ah! Como é bom te amar
Sentir o cheiro do teu corpo
Tocar na maciez do seu cabelo
Se lambuzar no seu inebriante beijo.

Ah! Como é bom te amar
Sentir teu doce toque
Percorrer o contraste do teu corpo
Se deixar levar pelo seus desejos

Ah! Como é bom te amar
Sentir sua volúpia
Querer o que me mata a sede
E te possuir em delírios ardentes

Ah! Como é o bom te amar
Sentir você
Poder te tocar
e simplesmente te amar.  

Você se foi...

13 de fevereiro de 2014

“Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar"
(Gostava tanto de você - Tim Maia)

Éramos tão jovens, tínhamos tantos planos, mas você nem sequer foi se despedir de mim. Por um momento, vejo toda a nossa história passar na minha mente como um vídeo clipe.  

Mal nos conhecíamos, quando começamos a namorar. Você era dois anos mais novo que eu, mas parecia tão responsável. Nosso namoro era tão bobo e inocente, foram apenas algumas conversas de calçada e passeios à missa de domingo.

Mas era isso que eu amava em nós dois, a inocência do nosso amor. Mesmo sendo um namoro inocente, lembro-me do beijo que me deu. Foi um beijo de rompante, tão rápido que quase nem sentimos os lábios um do outro, por isso nosso amor permaneceu inocente e casto. 
Nossa história foi tão curta, nem sei ao certo quanto tempo durou, só me lembro de que você ia me ver todos os dias e de repente não apareceu mais, nem me apresentou um motivo convincente por não ter aparecido. Acabamos brigando por isso. 
De repente você me ligou dizendo que viajaria, que mudaria de estado e que iria se despedir de mim. Mas nem sequer apareceu para fazê-lo. 
No dia de sua viagem, fui te procurar, mas você já estava seguindo seu novo caminho sem mim. Corri por longos minutos tentando te alcançar para dizer adeus, mas você já está tão distante e eu fique lá parada vendo você ir embora por longos minutos até não te avistar mais. 

Wishlist de aniversário

12 de fevereiro de 2014
Estou muito animada!!!
Falta apenas um mês para o meu aniversário, dia em que completarei 25 primaveras. Então, resolvi fazer a primeira wishlist do A&P. 


 
 






















  1. Som Portátil: Tem um tempinho que estou querendo um som portátil, preferencialmente que tenha entrada USB. Encontrei aqui
  2. Capinha para Smartphone: Ganhei a pouco tempo um celular do meu esposo. Pedi que me desse um celular simples e ganhei um Samsung Pocket. Amei!!! Encontrei capinhas aqui.
  3. Box Saga Crepúsculo: Tem tempo que quero ler a saga, mas acho que preciso de um incentivo, porque todas as vezes em que vou comprar aparece algum outro livro que me desperta o interesse. Encontrei aqui.
  4. Anne O Boticário: Sou apaixonada por este perfume, uso já tem uns 3 anos. O meu frasco está quase no fim : ( aqui.
  5. Vestido: Conheci através do blog Finalmente Outono a loja Persun Mall e namorando algumas roupas me encantei pelo vestido da foto, disponível aqui.
  6. Livros da Bruna Vieira: Já li inúmeras resenhas e os livros Depois dos quinze e De volta aos quinze fazem parte da minha lista de livros que quero ler. Disponível aqui e aqui.
  7. Destrua este diário: outro livro que quero ler. Encontrei aqui.
  8. Nicholas Sparks: assisti a alguns filmes dos livros do autor e quero ler os livros. Encontrei aqui.
Bom, essa é minha wishlist de aniversário. Se eu ganhar ao menos um item da lista ficarei feliz.
Gostaram de algum item da lista?
Beijos e até mais!




Filha

10 de fevereiro de 2014

Do mais puro amor tu nasceu.
Da mais linda flor floresceu.
Tu és a razão do meu viver.
Tu és o pequenino ser que Deus me deu e me fez amadurecer.

Sem te não sou mais nada.
Pequenina, frágil e dócil.
Que fez do seu do seu papai um herói de verdade.

Tu me tens como espelho.
E de uma certeza inabalável
tu será a criança mais feliz do mundo.

Tu és um pedaço de mim.
A parte em mim que faltava.
Tu completa uma linda história 
que jamais terá fim.

Papai te ama muito. 

Mudanças...


Fevereiro começou e ele veio cheio de projetos para o blog.
Como vocês podem reparar, o layout mudou mais uma vez, mais ainda não é definitivo. Encomendei um layout para o blog e logo estará pronto. Mas o layout não será a única mudança, teremos mais postagens e logo teremos sorteio. 

Metas Literárias: Fevereiro

9 de fevereiro de 2014
Em Janeiro li apenas Cinquenta tons mais escuros e comecei a ler Cinquenta tons de Liberdade. 
Em fevereiro quero ler mais!!
Então, minha metas de leitura para fevereiro são:


É uma parábola simples que revela verdades profundas sobre mudança. É uma história divertida e esclarecedora sobre quatro personagens - dois ratos e dois humanos do mesmo tamanho dos roedores - que vivem em um labirinto em eterna procura por queijo, que os alimenta e os faz feliz.
O queijo é uma metáfora daquilo que se deseja ter na vida, seja um bom emprego, um relacionamento amoroso, dinheiro, saúde ou paz espiritual. O labirinto é o local onde as pessoas procuram por isso: a empresa onde se trabalha, a família ou a comunidade na qual se vive.
Nesta história, os personagens se defrontam com mudanças inesperadas. Um deles é bem-sucedido, e escreve o que aprendeu com sua experiência entre as paredes do labirinto. Suas palavras ensinam a lidar com a mudança para viver com menos estresse e alcançar mais sucesso no trabalho e na vida pessoal. 

A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. 
Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

Doces lembranças...

8 de fevereiro de 2014

"Faz de conta que ainda é cedo
Tudo vai ficar por conta da emoção

Faz de conta que ainda é cedo
E deixar falar a voz do coração"
(Tim Maia)


Vivemos momentos inesquecíveis, alguns de extrema felicidade e outros em que pensamos em desistir de tudo. Mas agora nada disso importa, o que realmente é relevante é o lindo sentimento que temos um pelo outro. Um sentimento tão forte e verdadeiro que é capaz de suportar o tempo e a distância e viver eternamente em nossas lembranças e memórias. O que sentimos um pelo outro é de fato amor.

De que vale o destino para nós, se até agora nós temos escrito a nossa própria história, batalhando contra a distância. E a cada luta, a cada batalha o nosso amor só aumenta. Até agora o tempo tem provado que somos merecedores um do outro e que somos capazes de nos amarmos eternamente através do próprio tempo. 

Por isso te peço, não desista de nós dois. Dê mais uma chance ao nosso amor. Se acaso não der certo, ao menos tentamos e não nos arrependeremos por não termos tentado. Ao menos, futuramente, lembraremos de nossos momentos como a melhor época de nossas vidas. Serão doces e suaves lembranças.

Discutindo a Literatura: Uraguai e Caramuru

Todos os domingos, aqui no A&P, teremos a coluna Discutindo a Literatura, na qual discutiremos temas relacionados à literatura de um modo geral, principalmente os clássicos. Para dar início, hoje discutiremos as obras Uraguai e Caramuru.
O poemeto Uraguai de Basílio da Gama foi publicado no ano de 1769. Além de ser considerado um dos principais poemas épicos da Arcádia Brasileira, Uraguai é a obra mais conhecida deste autor.
O Uraguai se encaixa melhor na estrutura do poema lírico-narrativo do que épico, pois não segue a estrutura formal clássica das obras épicas. A obra está dividida em cinco cantos, em versos decassílabos heroicos e sáficos, brancos e sem estrofação.
Nesta epopeia, Basílio faz uso do aqui e agora para narrar a luta entre portugueses e espanhóis contra índios e jesuítas que, instalados nas missões jesuítas do atual Rio Grande do Sul, não queriam aceitar as decisões do Tratado de Madri. Basílio tenta conciliar o heroísmo do indígena e a louvação de Pombal. Faz recair sobre os jesuítas a pecha de vilões ao apoiar abertamente o Marquês contra os religiosos.

A quase contemporaneidade dos sucessos cantados retira ao poema a aura de mito que arca a epopeia tradicional, mas dá-lhe a garra do moderno, imergindo o leitor do tempo nos motivos mais candentes: o jesuitismo, a ação de Pombal, os litígios de fronteiras, a altivez guerreira do índio...
(BOSI, 2006, p.65)

Em resposta ao Uraguai é publicado em 1781 o poema épico Caramuru do poeta árcade Santa Rita Durão. Diferentemente do Uraguai, Caramuru é um poema épico que segue a estrutura formal clássica das obras épicas. Possui dez cantos com estrofes de oito versos decassílabos e rimados. A narrativa divide-se em Proposição, Invocação, Dedicatória, Narração e Epílogo. Esta epopeia narra o descobrimento da Bahia, o naufrágio de Diogo Álvares Correia, herói do poema alcunhado o Caramuru pelos Tupinambás, narrado também seus amores com a índia Paraguaçu.
Uma das características que diferem o Caramuru do Uraguai refere-se à figura do índio, pois apesar de ambos terem personagens indígenas, no Uraguai o índio é visto como uma figura heroica e representativa dos valores da liberdade e da vida natural, enquanto que em Caramuru o índio é tratado como um objeto de colonização e catequese. O índio é abordado em Caramuru como inferior ao contrário do Uraguai, pois para Basílio o índio é vitima da perfídia escravizante dos jesuítas.
Além disso, outro aspecto que diferem as obras refere-se ao modo como seus autores vêem a figura do Marquês de Pombal, no Uraguai Basílio faz elogios e honras ao Marquês porque este perseguia aos missionários. Em Caramuru o período pombalino é visto como uma época de horrores.
Mesmo tendo sido escrito em resposta ao Uraguai, Caramuru difere-se e muito deste principalmente quanto aos recursos literários e pela linguagem. Enquanto em Uraguai Basílio utiliza o aqui e agora para narrar os acontecimentos, no poema Caramuru Santa Rita Durão retoma a acontecimentos históricos. Em ambas as obras há  a presença de momentos líricos, como a morte de Lindóia no Uraguai e a morte de Moema no Caramuru.

Referências:
CANDIDO, Antonio. Na sala de aula: caderno de análise literária. 8ª Ed. São Paulo: Ática, 2002.

BOSI, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira. 43ª Ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto Moura. Língua e Literatura. V.1. 31ª Ed. São Paulo: Editora Ática, 2000.


Tem alguma dúvida a respeito do tema abordado neste post? 
Quer sugerir algum tema para ser abordado?
Deixe sua dúvida ou sugestão nos comentários.
Beijos e até mais!

Theme Base por Erica Pires © 2013 Personalização por Kalita Rossy| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo